REDE DE INFRAESTRUTURAS ALAVANCAM DESENVOLVIMENTO ECONÓMICO E HUMANO DE ANGOLA

O Ministro dos Transportes Augusto Tomás afirmou recentemente no Luau, província do Moxico, que Angola dispõe actualmente de uma rede de infraestrutura, capaz de alavancar o desenvolvimento económico e humano, assim como promover a coesão nacional.

Falando na cerimónia que marcou a inauguração da última estação ferroviária do ramal do Caminho de Ferro de Benguela (CFB), o titular da pasta dos transportes lembrou que “ não foram só os caminhos-de-ferro que foram reabilitados, foram também as estradas, os aeroportos, portos, escolas, centros de saúde”, e destacou o papel do CFB, no conjunto de empreendimentos erguidos ao longo da extensão territorial angolana do Corredor de desenvolvimento do Lobito.

O corredor vai ligar o Porto do Lobito às regiões mineiras da República Democrática do Congo (província do Katanga) e da Zâmbia (Coperbelt) atravessando, a partir do Oceano Atlântico, todo o território angolano através das províncias de Benguela, Huambo, Bié e Moxico.

Este importante objectivo económico está a promover o surgimento de pequenas e médias empresas, e cria oportunidades de emprego ao longo das localidades situadas em território angolano e nos países-membros da SADC.

 

Indique este site

Português
Seções REDE DE INFRAESTRUTURAS ALAVANCAM
Estatística
Tabela de Marés
Mapa do Porto

 


Porto do Lobito

   2002-2011 ©.